A emergência alimentar divide-se em duas respostas sociais principais – a cantina social, que distribui cerca de 100 refeições/dia, e o banco alimentar, que ajuda mais de 140 famílias da freguesia de Pontinha-Famões.  No total, a valência de emergência alimentar do Centro apoia diretamente mais de 240 famílias da comunidade.

Condições de acesso:

Para a atribuição de ambas as respostas de emergência alimentar, é necessário que a família se dirija à sede do CCPF onde será informado sobre os procedimentos necessários.

No caso particular do banco alimentar do Centro, esta é uma resposta destinada à distribuição de alimentos provenientes do Banco Alimentar da Luta Contra a Fome de Lisboa e do Fundo Europeu de Auxílio às Pessoas mais Carenciadas (FEAC).  Destina-se a pessoas e famílias economicamente desfavorecidas e/ou em situação de exclusão social momentânea(s) e é atribuída por curtos períodos de tempo (a serem avaliados a cada seis meses).

No que diz respeito à cantina social do Centro, pretende-se contribuir para o bem estar dos mais
carenciados através do fornecimento de refeições diárias, pretendendo-se assim o minimizar das necessidades e melhoria da qualidade de vida dos utentes.