Edifício sede

 

O Centro Comunitário de Paroquial de Famões (CCPF) é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, de identidade cristã, que nasceu no ano de 1998, fruto da preocupação da comunidade paroquial com as famílias carenciadas da zona, tendo os respetivos estatutos sido aprovados pelo Patriarcado de Lisboa em 25 de Maio desse mesmo ano.

O CCPF rege-se por princípios e valores baseados na Doutrina Social da Igreja Católica.

 

Tem o dever estatutário, dentro dos objetivos que prossegue, de pautar a sua ação com base nos seguintes princípios:

1. Natureza unitária da pessoa humana e o respeito pela sua dignidade;

2. A necessidade do aperfeiçoamento espiritual, moral e cultural de todos os habitantes da freguesia;

3. O estabelecimento do espírito comunitário de modo que a população e os seus diversos grupos se tornem promotores da sua valorização;

4. A criação de redes de solidariedade bem como as estruturas de comunicação cristã de bens entre os habitantes;

5. O espírito de convivência e da tolerância como fatores decisivos para a valorização integral dos indivíduos, das famílias e da comunidade em geral;

6. A ação de apoio aos grupos mais carenciados ou às pessoas vítimas de calamidades, mobilizando recursos humanos e materiais necessários;

7. A cooperação com os grupos permanentes ou ocasionais que, no âmbito local ou regional, se ocupem da promoção, assistência e melhoria das condições de vida das populações;

8. A criação de estruturas de apoio às famílias ou a determinados sectores da população, como sejam atividades com crianças, jovens, idosos e outros.

 

O CCPF pretende ser uma instituição de referência no concelho, dando continuidade a um serviço cada vez mais qualificado com vista à melhoria da oferta de serviços e à satisfação dos seus utentes e da comunidade.

 

O CCPF respeita a dignidade e a diversidade da pessoa humana, promovendo a solidariedade e o empoderamento das famílias, adotando uma lógica de qualidade e melhoria contínuas.

 

O CCPF atua nas seguintes respostas sociais:
– Unidade de apoio à infância e família com berçário, creche, pré-escolar e apoio à atividade escolar e familiar.
– Unidade de apoio à dependência com centro de dia e serviço de apoio domiciliário.
– Unidade de apoio à inserção com protocolo RSI e emergência alimentar.

 

Veja a linha do tempo de cada resposta social: